Desde que comecei com o projeto de correr a 9 de Julho de novo em 2018, comecei a treinar bastante. Mas o melhor que poderia me acontecer foi reencontrar o meu grande amigo Ne Furriel na descida para Santos em Outubro do ano passado. Ne tem a BASE uma academia diferente, onde ele foca em treinos específicos para o objetivo de cada atleta e me convidou a ir treinar com ele.

E ele me deu a dica dos deuses para ficar 100% top na bike. O segredo não revelado. Escondido e passado de geração em geração como um treinamento Jedi… Quer ficar bom na bike? PEDALE! Simples assim. Você pode puxar ferro, fazer alongamento, comer BCAA e tudo quanto é suplemento. Mas você só vai ficar bom sentando no selim e pedalando. Tem que ter muita hora bunda/selim!

IMG_20171001_152328388.jpg
Ne me aliciando para o mundo das competições!

Claro, que não é só isso. Mas ficar perdendo horas buscando a solução milagrosa é perda de tempo. É perda de tempo pois no fim das contas não adianta nada fazer 200 mil km no rolo, sendo que naquela mega descida você não sabe controlar a bike. Não adianta nada comer, como diria meu sogro “a farmácia maluca” de suplementos e no final não condicionar o corpo para o que você quer. Provas de ciclismo são bastante diferentes mesmo na mesma categoria. Uma prova de estrada pode ser longa e plana ou curta e cheia de subidas. Pode ter um traçado mais técnico ou mais veloz. No fim das contas isso vai fazer total diferença no treino e em como você se comporta na bike.

Pedalar uma bike de estrada (as famosas speed) é uma tarefa complicada, para quem está acostumado, como eu, às MTBs. Para mim foi bem complicado no começo. A posição na bike é completamente diferente e isso me ocasionou dores nas mãos e nos braços. A posição dos freios também é completamente diferente. Em muitas pedaladas eu me sentia com as mãos muito longe dos freios. A posição dos braços também parece que favorecem negligenciar o controle da bike. Mas segui o ensinamento Jedi: “Pedale padawan!”. É claro que foram necessários ajustes à bike, mas com o tempo passei a me acostumar com a posição das mãos, do braço e do corpo como um todo. Quanto tempo foi isso? Não faço ideia, só sei que hoje após cerca de 6 meses no ciclismo de estrada, já não sinto mais incômodos e inclusive quando pedalo as outras bikes me sinto estranho. Isso vai acontecer com qualquer um iniciando nessa modalidade: vai haver alguns incômodos mas com os ajustes à bike e a persistência o corpo vai acostumar e você não vai nem perceber.

Correr uma prova como a 9 de Julho exige bastante do corpo, e mesmo na categoria aspirante, que eu corri ano passado a galera se preparara bastante. Então, para atingir meu objetivo é indispensável disciplina e um treino focado. A dica aqui é fortalecer os músculos principais: pernas para força, braços para melhor controle da bike e o famoso “core” para fazer tudo funcionar como um reloginho. Não sabe o que é o core? Aqui tem um link muito bom explicando. Basicamente o core é formado pela musculatura que circunda o centro de gravidade de nosso corpo, a região próxima ao umbigo. O mais importante aqui é: não é para ficar maromba. É para ficar forte mas não maromba. Sendo assim a dica é intercalar treinos de musculação para pernas e braços e pedais. Tem que girar toda semana pelo menos 3x e fazer longões. O ideal é um por semana, mas se não dá, tem que tentar fazer pelo menos um por mês. Estabeleci a meta singela de 300 km/mês, mas pretendo dobrar isso até chegar na 9 de Julho!

Então para começar um jovem (ou velho, no meu caso) padawan de speedeiro tem que ir para a rua e pedalar e tem que ir para a academia puxar uns ferros. Eu particularmente odiava puxar ferro, mas depois que aprendi os benefícios para o meu desempenho no ciclismo passei a gostar e inclusive sentir falta. Nos próximos posts vou dar mais detalhes de treino, mas por enquanto vou deixar uns links bem legais aqui sobre treino:

Tudo o que você precisa para um ano de treinos de sucesso e principalmente para ser um atleta feliz: http://bicycling.com.br/10-resolucoes-de-ano-novo-para-ciclistas-felizes/

E esse link excelente sobre ciclismo e musuclação: http://www.biketribe.com.br/o-fortalecimento-muscular-no-treinamento-de-ciclismo-o-segredo-para-ficar-bruto/

Até o próximo post.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s