Como todo mundo sabe estamos numa pandemia e por causa disso tá todo mundo, infelizmente, trancado em casa. Para quem não sabe, eu tinha altos planos de um mega pedal pela Patagônia agora em Maio. Ia cruzar os Andes por Bariloche, depois ia conhecer várias partes da Patagônia Chilena e voltar para o Brasil renovado. Não deu. Cá estou eu aqui de férias na quarentena, e vamos fazer o que?

Eu tinha que sair de féiras. O fluxo de trabalho por conta do Corona Virus me deixou praticamente louco e eu precisava de um descanso. Mas o que fazer em 18 dias em casa? Bom retirei vários projetos da gaveta e um deles era voltar e mexer com rodas de bike.

Desde que concluí o meu curso de mecânica e aprendi como funciona uma roda e como construí-la fiquei apaixonado. Montar uma roda é como afinar um instrumento musical: tudo tem que estar perfeitinho ou não vai ficar bom. Sem contar o prazer de você pegar um monte de peças, com paciência montar o quebra-cabeça e no fim ter uma roda perfeita, que para mim é indescritível.

Quando as coisas são para acontecer, o acaso dá uma ajudinha. Já vinha procurando um bom alinhador de rodas, a ferramenta básica para montagem de uma boa roda, há um tempo. Mas não achava nada que coubesse no bolso. Até que numas andanças pelo Mercado Livre um dono de bicicletaria estava vendendo o seu, num preço que cabia no meu bolso. Comprei e hoje, uma semana depois, o bicho chegou em tempo de alegrar as minhas férias!!!!! Vou confessar que eu estava como criança em dia de natal: nao via a hora de montá-lo na bancada e montar minha primeira roda!

O conjunto estava pronto na minha bancada as 22:00 e logo comecei a labuta. Busquei os meus livros de quando fiz o curso e comecei. Ajusta aqui, ajusta ali. relembra de lá, refaz acolá… No fim 2:30 depois estou eu aqui com a roda montada, linda (mas não perfeita) e eu mega feliz.

Por que não perfeita? Porque uma roda, tem uma monte de coisinhas que só quem conhece bem sabe que não ficou legal. A tensão dos raios tem que ser igual em todos eles, na minha não está igualzinho, mas também não ficou horrível. Ainda precisa melhorar e tenho as férias inteiras para isso!!!! O alinhamento podia estar melhor, mas para uma primeira roda depois de anos sem encostar num alinhadora acho que tá é bastante bom. No fim, montar uma roda, é como andar de bicicleta: você relembra rápido e logo tá se divertindo.

Essa primeira roda, como todas as outras que eu vou montar nas minhas férias, vão para a Campanha Duas Rodas para o Natal. Aguardem, logo postarei como estão saindo as próximas!!!! Abaixo um videozinho cotoco de como ficou essa aqui:

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s